terça-feira, 11 de maio de 2010

Bastão: instrumento fabuloso na orientação da coluna neutra.


Oi pesoal!
Não é a primeira vez que falo sobre o bastão, mas, realmente, ele é tudo de bom.
É um objeto transicional, ou seja, permite um contato direto entre o professor e o aluno, sem que este tenha que tocá-lo, o que as vezes pode ser uma grande vantagem.
Além disso é barato (qualquer cabo de vassoura resolve), leve, grande o suficiente para alcançar toda a coluna vertebral, mas pequeno e discreto (o que utilizo nas fotos foi um cabo de enxada, mas não precisa ser deste tamanho...), não ocupa espaço no estúdio.
Pode ser utilizado em praticamente todos os decúbitos... só perde para o solo, que é o campeão de acolhimento e referência proprioceptiva. Nesta primeira foto aparece a demonstração no próprio esqueleto, o bastão deve tocar os três pontos de alinhamento da coluna neutra - crânio, torácica (ápice da cifose) e sacro.
Vejam alguns exemplos de utilização nas fotos.


Tenham sempre um a mão! Beijos, Silvia.

5 comentários:

Renata Batista disse...

ÓTIMA FERRAMENTA MESTRE! QUERO UM ESQUELETINHO DESSE... VOU DECORAR O STÚDIO!

Silvia Gomes disse...

Oi Rê! Coloca vários.. fica tipo festinha de Halowenn... rsrsrsr Brincadeira! O esqueleto é tudo de bom. Tenho um com costelas tb. Beijo!

Patricia Italo Mentges disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patricia Italo Mentges disse...

Oi Silvia, concordo com voce; o bastão é uma excelente ferramenta!
É uma fonte muito rica de informações, nos ajuda muito nas sessões.
Suas fotos são esclarecedoras.
Parabéns!

A Milena Buoso me falou de você, adorei seu blog.
Beijos

Silvia Gomes disse...

Oi Patricia, seja bem vinda! Que bom que as fotos ajudaram a dar uma boa idéia de como trabalhar com o bastão! Era esse o ojetivo. Obrigada por escrever,. Beijo.

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Mulher, mãe, professora de Ed. Física, instrutora de Pilates, uma apaixonada pelo movimento: o meu, o seu, o de todos nós, o de todas as coisas..