quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Achando um bem-estar em pé.

Oi pessoal!

Dando continuidade à postagem sobre alongamento axial e higiene discal e aproveitando dicas valiosas, daquelas que são possíveis colocar em prática em qualquer lugar e hora, segue uma experiência simples e gostosa dada pelo mestre Brent Anderson.

Mantendo em mente a idéia da cabeça balão que flutua, que é içada, enquanto os braços pendem gostosamente para baixo, coloque sua atenção no apoio dos seus pés no chão.

Procure praticar também descalça.
Perceba o peso recebido pelo seus pés, como ele se distribui.

Penda um pouco para frente e para trás mantendo os pés no solo abertos como ventosas. Perceba o arco do seu pé.

Após alguns balanços, suba na ponta dos pés enquanto solta o ar. É muito possível e normal que você se desequilibre um pouco nas primeiras vezes, mas não desista!!

O equilíbrio é um desafio que pode tranquilamente ser conquistado com alguma insistência.

Já em posse de um controle maior (você pode também experimentar subir menos no começo e aumentar gradativamente a amplitude), desça bem devagar e apenas toque os calcanhares no chão enquanto lança o topo da cabeça para cima criando espaço e folga no pescoço e suas articulações.

Nesse momento (pés no solo) você pode pintar um pouco o teto e fazer cabeça-ventilador para intensificar a sensação de espaço cervical.

Experimente agora caminhar utilizando toda mobilidade do seu pé (apoiando primeiro calcanhar e indo para a ponta), mantendo essa sensação. Caminhe naturalmente, apenas fique mais atento a seus pés.

Nas aulas de Pilates é interessante sugerir para o aluno essa pequena atividade antes de iniciar os exercícios em ortostase.


Experimentem e me contem. Beijos.
Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Mulher, mãe, professora de Ed. Física, instrutora de Pilates, uma apaixonada pelo movimento: o meu, o seu, o de todos nós, o de todas as coisas..