quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Dicas tácteis - o toque pessoal.

Oi pessoal!
Estes dias tenho sugerido bastante aos meus alunos que se dêem toques tácteis.

Esse moço ao lado está com as mãos no gradil costal (ou cesta torácica como sugeriu o mestre Brent Anderson na última Conferência Sul Americana da Polestar na Bahia) justamente fazendo o acompanhamento dos movimentos de suas costelas, seu afunilamento, durante a expiração.

É uma maneira muito rica de integrar-se ao próprio pulso. Sentir o ritmo respiratório e simplesmente acompanhá-lo ou experimentar variações.

Da mesma forma mãos nos quadris (dedos que entram mesmo na região flexora sentindo o afrouxamento desta musculatura quando flexionamos a a articulação coxo femural mantendo a coluna neutra) ; mãos no esterno e costelas durante a expiração com amaciamento do peito; mãos nas cristas ilíacas quando queremos "estreitar" a pelve ativando o transverso...

O auto toque proporciona gamas de sensações muito diversas da sensação do toque do instrutor.

Estimulem seus alunos a se tocarem, sentirem seu próprio pulso, seus movimentos mais sutis, suas protuberâncias ósseas. É muito enriquecedor.

Experimentem e me contem. Beijos a todos.

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Mulher, mãe, professora de Ed. Física, instrutora de Pilates, uma apaixonada pelo movimento: o meu, o seu, o de todos nós, o de todas as coisas..