quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Paninhos!


Essa história de usar paninhos e tecidos em geral como dica táctil começou com a Jaqueline, lá no Atelier do Corpo.
Ela usou uma canga. Nada mais adequado para um estúdio na Bahia.
Recentemente vi a Sherry Betz lançando mão dele como sugestão de dica no Update da Physiopilates.
Já deu pra perceber que ele é internacional.
O paninho tem, a princípío, duas funções principais: ser imobilizado ou ser deixado livre, leve e solto.

Exemplo 1: numa flexão torácica (ab curl) com pernas flexionadas, pés apoiados no solo na direção dos ísquios, colocar o paninho indo de um lado ao outro do tronco na altura da lombar (no ápice da concavidade, região de L2, L3).

Objetivo: deixá-lo solto ( o professor deve movimentá-lo especialmente durante a flexão) para garantir que o trabalho está acontecendo somente nas vértebras torácicas enquanto a lombar permanece relaxada (na famosa posição conhecida como coluna ou pélvis neutra).

Exemplo 2: No exercício de dissociação escapular, quando sugerimos o exercício de flexão de ombros em dec. dorsal, com braços estendidos, muitas vezes acabamos com nosso repertório táctil e verbal e, ainda assim é difícil para o aluno (na verdade pra mim também...) não hiperextender a coluna torácica. Fácil de vêr isso quando a caixa torácica faz "aquela" expansão fruto de uma boa alavancada nas costas!
Nesse caso o paninho é colocado na torácica (lá na altura da alça do sutiã ou do polar para os rapazes), também de lado a lado do tronco.

Objetivo: segurá-lo com as costas enquanto os braços são elevados em flexão. É no momento que os braços se afastam do centro desafiando a estabilidade da coluna que o professor deve procurar movimentá-lo e pedir para o aluno segurá-lo.
É incrível!! A torácica acomoda no chão na hora!
Como pretendemos que o aluno não expanda as costelas, mas afunile-as , recomendo usar a expiração durante a flexão dos ombros. Do contrário estaremos desafiando e não facilitando.
Experimentem e me contem!
(Ah! A imagem acima é do livro Respiração da Blandine Calais, ed. Manole)

3 comentários:

Anônimo disse...

Olá Silvia!

Adorei o seu espaço e essa oportunidade para aprofundarmos o nosso conhecimento.

Aproveito o momento para deixar uma observação aqui que tenho encontrado durante as práticas de aula. Muitos alunos reclamam sentir dor na lombar quando fazem a flexão de coluna torácica com a pélvis neutra. E no curso da physiopilates lembro-me bem de um dos colegas dizer que os alunos dele também reclamavam disso.

No curso com a Collen Craig ela enfatizou a pélvis neutra na flexão da coluna torácica, mas com a dor que os alunos sentem, muitas vezes não é possível continuar o exercício assim, necessitando de modificações.

O que você e/ou outros profissionais sugerem para esta situação?!

Obrigada pela atenção!
Beijos!

Silvia Gomes disse...

Oi anônimo!
Sou da posição que sair do quadro de dor (ou não entrar nele) é prioridade máxima.
Se existe dor na flexão torácica com coluna neutra, talvez você possa experimentar algumas variações como elevar as pernas - colocá~las sobre uma caixa, bola, 1/2 lua ou mesmo na parede. São estratégias para relaxar mais os flexores do quadril e a lombar.
Uma pequena báscula (o ´imprint´, termo que conheci no curso de Mat da Stoot) também pode ser bem vinda inicialmente.
De qualquer forma é importante ter em mente que manter a coluna neutra não é tensioná-la mas, pelo contrário, deixá-la relaxada.
E, caso você opte pelo ´imprint´, estimule o aluno a utilizá-lo com consciência e não no embalo da flexão em bloco.
Espero ter auxiliado, beijo, silvia.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

Minha foto
Sampa, SP, Brazil
Mulher, mãe, professora de Ed. Física, instrutora de Pilates, uma apaixonada pelo movimento: o meu, o seu, o de todos nós, o de todas as coisas..